Proteja-se de uma Economia de Incertezas. Prepare-se para o Futuro!

O Site mais Completo sobre Investimentos em Metais Preciosos da Internet em Língua Portuguesa!

---------------------------
------

Artigos - Análises Econômicas - Panorama do Mercado Financeiro - Comentários




Mineradoras internacionais se preparam para a maior devastação do ouro brasileiro de todos os tempos!

O que nós já sabíamos se tornou manchete na grande mídia, ou seja, mineradoras de ouro estrangeiras se preparam para vorazmente engolir praticamente todo o ouro do Brasil.


Um escândalo dessas proporções não poderia passar facilmente despercebido. E para preparar a mente dos brasileiros para a catastrófica depredação do ouro brasileiro por parte de mineradoras estrangeiras, a chamada “grande mídia”, voluptuosamente patrocinada pelo dinheiro público via estatais (Petrobrás, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Embratel, etc.), já começa a anunciar o futuro aumento da produção “brasileira” de ouro. Acontece que de brasileira esta produção de ouro não tem praticamente nada, como veremos a seguir.


Um dos exemplos mais escancarados dessa propaganda psicologicamente bem montada é a matéria publicada no jornal O Globo em 19 de novembro de 2011 sob o título “Novo ciclo brasileiro do ouro”. A referida matéria mostra, abertamente, os planos de mineradoras estrangeiras como a AngloGold Ashanti da África do Sul e da Kinross Gold Corporation do Canadá, de avançarem sobre o ouro brasileiro com todas as garras, músculos e presas. A escandalosa investida internacional sobre as riquezas do Brasil é “minimizada” na referida matéria por frases como: “a Anglo é a segunda maior produtora do Brasil e a terceira do mundo”, “produção do país vai dobrar”, “o Brasil está diante da maior corrida de todos os tempos pelo metal”, dentre outras construções de linguagem que disfarçam a realidade da viagem (somente de ida) do ouro brasileiro rumo ao estrangeiro.


Ações das Mineradoras não são negociadas no Brasil


Se o acelerado ritmo das devastações do ouro brasileiro por parte das mineradoras estrangeiras seguir como está, os brasileiros não somente deixarão de ver o brilho do seu próprio ouro, como também não poderão ter nem um centavo sequer de participação nos lucros dessas mineradoras estrangeiras. E isto porque suas ações não são negociadas no Brasil.


As principais empresas mineradoras estrangeiras instaladas no Brasil: Anglo Gold Ashanti, Mineração Serra Grande (Anglo e Kinross), Rio Paracatu Mineração (Kinross) e Yamana Gold não têm, nenhuma delas, suas ações negociadas no Brasil, ou seja, vão para o exterior o ouro e também os lucros. E quem perde? Quem perde (e muito) é o Brasil, evidentemente, o qual se torna espetacularmente mais pobre com toda essa depredação do patrimônio nacional.


Os Royalties - Vou levar todo o seu Porco, mas vou lhe dar uma bela Linguiça!


Quem poderia permitir que tal barbaridade ocorresse no cerne do corpo do Gigante Adormecido (hoje em profundo estado de coma)? Quem senão eles, os P-O-L-Í-T-I-C-O-S?
A “vantagem” alegada para a devassidão dessas lascivas concessões às mineradores estrangeiras são os royalties oriundos das atividades dessas mineradoras estrangeiras no Brasil. Essa abominação tem um nome e se chama Contribuição Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (Cfem), a qual fica com os estados e municípios onde essas mineradoras estão instaladas como infestações por Ancylostoma duodenale (vermes cuja ação espoliadora no intestino delgado causa destruição do tecido intestinal gerando hemorragias - estes vermes sugam o sangue de seus hospedeiros).

 

"A sul-africana AngloGold Ashanti, terceira maior mineradora de ouro do mundo, com unidades em Minas e Goiás, informou que exporta 100% da sua produção brasileira, de cerca de 13 toneladas ao ano. "Nossos clientes são bancos privados que ficam na Inglaterra e nos Estados Unidos", afirma a empresa." Fonte: Folha de São Paulo


Vinte e seis Estados, 5.566 Municípios e a preparação para a criação de mais duas Unidades Federativas: Tapajós e Carajás.


A mecânica das generosas concessões dadas às já citadas mineradoras estrangeiras possui um pano de fundo bastante evidente. Com 26 estados, 5.566 municípios (a esmagadora maioria deles economicamente inviável), essa gigantesca e faminta burocracia estatal precisa ser de alguma forma sustentada, e quem a sustenta é o cada vez mais empobrecido e alienado povo brasileiro o qual se encontra debaixo de uma das maiores cargas tributárias do planeta.


Essa bizarra situação nos faz lembrar de outro conhecido helminto (verme), o Schistosoma mansoni (os vermes adultos provocam obstrução dos vasos sanguíneos por ação mecânica e irritação das veias por ação traumática. Sua ação espoliadora se dá pela ingestão do sangue do hospedeiro).
 

“Políticos são como fraldas. Devem ser trocados frequentemente. Pela mesma razão” (Eça de Queiroz)
 

Websites das Mineradoras:

- Anglo Gold Ashanti

- Kinross

- Yamana Gold

 

Receba atualizações, análises, informações sobre a publicação de novos artigos diretamente em sua Caixa de Correios! É GRÁTIS!

Clique aqui!



 

 


Email Newsletters & Email Marketing by YMLP.com

OuroeDinheiro.com utiliza YourMailingListProvider, o melhor serviço de envio de Informativos do mundo!