Proteja-se de uma Economia de Incertezas. Prepare-se para o Futuro!

O Site mais Completo sobre Investimentos em Metais Preciosos da Internet em Língua Portuguesa!

---------------------------
------

Artigos - Análises Econômicas - Panorama do Mercado Financeiro - Comentários




 

Nunca foi tão Fácil adquirir Prata Pura 999!

É agora ou,... Nunca! As Manipulações do Preço do Ouro.

 

A Especulação pode ofuscar o Brilho do Ouro!


Vai se tornando cada vez mais curiosa (e lamentável), a manipulação que está ocorrendo com a cotação do Ouro. Repetimos: MANIPULAÇÃO DAS COTAÇÕES!
Basta que se consultem especialistas (como nós também o somos) em Metais Preciosos no mercado internacional a fim de se ter a idéia de uma inaudita realidade que vem suscitando desequilíbrios e até mesmo pensamentos fantásticos sobre o Ouro e sobre a Prata.
Até mesmo o tão famigerado site Kitco.com já parece estar se contaminando com a venda de “posições em Ouro”, ou seja, com a venda de PAPÉIS e não com a venda do Ouro físico.


Como diz, por exemplo, Adam Brochert, editor do Gold Versus Paper, em um artigo publicado em 01-03-2012:


“Na verdade, especificamente falando sobre o kitco.com, tendo o editor Jon Nadler como seu porta-voz, a situação já é bastante reveladora e preocupante. O que esta empresa, que já vende posições de derivativos de Ouro, está tentando fazer? Sendo eu alguém que aprendeu todas as lições da maneira mais difícil no mercado de metais preciosos, posso atestar o fato de que esta empresa agora me diz para comprar "posições em Ouro" quando desde 2003 eu já havia aprendido as vantagens de se investir em Ouro físico. Já nem sequer mais leio os comentários de Jon Nadler do Kitco.com, que perda de tempo! Nadler é uma praga no mercado do Ouro, mas se recusa a cair fora!"


Por outro lado (afirmamos nós do OuroeDinheiro), a atual situação da inconsequente supervalorização da cotação do Ouro nos trás uma outra agradável surpresa: a “queda” das cotações da prata. Ora, em uma análise sóbria, não é a prata que está desvalorizada, mas o Ouro supervalorizado, com cotações absolutamente deformadas se comparadas às suas conhecidas cotações históricas. E se alguém supõe que exista a possibilidade de se compreender a cotação dos Metais Preciosos desprezando a relação de valor entre o Ouro e a Prata (Gold/Silver ratio), esse alguém se encontra completamente desnorteado no território dos Metais Preciosos!
Praticamente não há momento histórico onde a relação preço do ouro/preço da prata tenha sido tão negligenciada como agora. Em outras palavras, você está pagando um preço excessivamente elevado por seu ouro!


O lado positivo desta história é que a cotação da prata é a mais fiel de todas no território dos metais preciosos, e para o momento, a cotação da prata está barata!
Em outras palavras, é muito mais fácil manipular as cotações do Ouro do que as cotações da Prata. Portanto, esta é uma oportunidade única para se comprar Prata, pois não vai demorar muito, com ou sem esta detestável manipulação das cotações do Ouro (via China e Gold ETFs), até que o escândalo dos GOLD ETFs venha à tona de modo assombroso e a Prata comece a subir de preço pela demanda deste metal precioso cuja cotação está bem mais próxima da realidade.


Ora, se as cotações históricas do Ouro e da Prata SEMPRE estiveram na dependência do Gold/Silver ratio (a proporção histórica do valor da Prata e do Ouro) que, há séculos, tem sido de 10:1 ou 15:1 (esta última mais aceita pelos analistas), que sentido poderia haver em um Gold/Silver ratio de 80:1 ou de 50:1? Ou seja, 50 onças de prata equivalendo a uma onça de ouro. Isto, historicamente, nunca existiu! Não passa de grotesca manipulação da cotação do Ouro!


Embora sejamos entusiastas do mercado do Ouro, afirmamos que o Ouro, na realidade, NÃO VALE ISTO! E o sólido e histórico fundamento para esta afirmação, repetimos, é o Gold/Silver ratio, a relação entre o valor do Ouro em equivalência ao valor da Prata. Ambos são metais preciosos por definição, por excelência e também por equivalência.


A situação, aliás, já começou a se refletir em algo antes pouco provável, quer seja, investidores revertendo suas posições em Ouro e aumentando suas posições em suas moedas locais, Dólares e Euros. E o raciocínio é coerente: Por que manter posições em um metal supervalorizado e cujas cotações não estão refletindo seu real valor? Por que e para que correr esse risco? Faz todo sentido se analisarmos bem. A liquidez do Ouro físico, diferentemente do que ocorre com a Prata, está caminhando para o território do impraticável.
Uma breve avaliação dos gráficos abaixo bem nos pode fazer melhor compreender o que está ocorrendo:

 

 

 

 


A boa Notícia


O bom lado desta polifacetada situação é que, mesmo a despeito destas distorções, e em se levando em conta o atual momento de turbulência da Economia Global, a Prata está barata. Não porque esteja subvalorizada diante do Ouro, mas porque sua cotação reflete seu valor muito mais próximo da realidade atual do que as cotações de abril de 2011 que a elevaram a cerca de US$ 50.00 dólares a Onça Troy.


Ora, se a cotação da Prata está hoje em torno de US$ 35.00 dólares a Onça, isto está, de longe, muito mais próximo da realidade histórica de suas cotações (mesmo levando-se em conta a catástrofe econômica internacional que se avizinha) do que as disformes cotações do Ouro. Em outras palavras, o preço da Prata hoje está bem mais realista do que o preço do Ouro, o que torna este momento único para quem deseja aumentar suas posições em Prata.


Não há como afirmar que rumo tomará o Mercado das Commodities Preciosas sem que sejam muito prováveis escândalos vindo à tona e o descrédito de muitos desses analistas econômicos. E se isto assim ocorrer, o preço da Prata subirá, pois tenderá a atrair investidores dispostos a alocar seus recursos em Dinheiro de Verdade, o que a Prata e o Ouro sempre foram, porém a um preço justo, diferentemente das atuais aberrantes e desfiguradas cotações do Ouro. Diante disto, o entusiasmo por um Ouro supervalorizado pode sofrer uma considerável reversão se for levado em consideração o fator liquidez. Há diversos outros meios de se alocar recursos.

 

Segundo dados do International Gold Council, há não muito tempo atrás, quando a cotação do Ouro ultrapassou os US$ 1.900,00 dólares a onça troy, isto coincidiu com uma queda em sua demanda da ordem de 17 por cento em comparação com o mesmo período do ano anterior. E esta porcentagem é alta e deve ser levada em consideração.


Por estas e outras razões (avalie e confira por si mesmo), a Prata está, progressivamente, se tornando em um metal precioso cada vez mais difícil de ser adquirido. Os dados mostram que as pessoas estão comprando Prata física, e esta, mesmo que a passos lentos, está se tornando cada vez mais escassa. Já o oposto pode já estar acontecendo com o Ouro físico, e como já dito, sua liquidez se tornando cada vez mais próxima do impraticável e seu preço progressivamente mais perto do absurdo.


 

 

Receba atualizações, análises, informações sobre a publicação de novos artigos diretamente em sua Caixa de Correios! É GRÁTIS!

Clique aqui!